28 de jan de 2011

Diretoria de Ensino e Cultura, Centro de Comunicação Social e Instituto Sou da Paz se reúnem para discutir a continuidade do Programa

O Programa de Abordagem Policial começou o ano de 2011 com uma reunião entre duas grandes unidades da Polícia Militar - a Diretoria de Ensino e Cultural e o Centro de Comunicação Social - juntamente com o Instituto Sou da Paz. O objetivo desta reunião foi estruturar um dos grandes eventos que ocorrerá na primeira semana de abril: a Semana da Abordagem Policial.

A Semana da Abordagem terá como finalidade criar uma metodologia inovadora para o ensino da abordagem policial dentro da corporação, bem como formar multiplicadores dessa metodologia em todas as escolas. Além disso, como a maior parte dos policiais não estão mais em formação, ficou estabelecido que outro foco de ação serão com os Gabinetes de Treinamento de cada batalhão da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Uma reunião com todos os policiais responsáveis pelos 123 Gabinetes de Treinamento (GTs) no Estado foi marcada para o dia 22 de fevereiro. Assim, será possível sensibilizar os policiais responsáveis pelo treinamento de todos os batalhões sobre a importância de qualificar ainda mais a execução do procedimento de abordagem policial.

Em breve vamos postar mais informações sobre estas duas atividades. Aguarde!

Quer saber mais sobre o programa? entre aqui.

10 de jan de 2011

Polícia Militar e Insituto Sou da Paz definem linhas de atuação do Programa de Abordagem

Para dar conta dos desafios descritos no post anterior, a Polícia Militar e o Instituto Sou da Paz decidiram conjuntamente desenvolver um trabalho com duas frentes: Comunicação e Treinamento, que devem ser trabalhadas de maneira complementar.

Em primeiro lugar, o investimento em comunicação interna é necessário para que se atinja a tropa como um todo, valorizando a importância da abordagem como o cartão de visita da Polícia Militar, de forma a fazer chegar a mensagem a todos os policiais que a abordagem é muito importante e deve ser bem feita. Além da comunicação interna, é preciso também investir em estratégias de comunicação para o público externo, explicando à população que a abordagem faz parte do trabalho cotidiano do policial e que, embora não seja um momento muito confortável, há algumas atitudes a adotar que podem facilitar o trabalho.

Além disso, para incidir na prática diária dos policiais, será igualmente preciso trabalhar seu treinamento, desconstruindo práticas equivocadas que ocorrem no dia a dia, bem como aprimorando os métodos e conteúdos do treinamento.

Quer saber mais? Envie um e-mail para abordagempm@gmail.com

Deixe seu comentário sobre o Programa e nos ajude a construir algo que tenha a sua cara.

5 de jan de 2011

Estruturação do Programa de Abordagem

Após firmada a parceria entre a Polícia Militar do Estado de São Paulo e o Instituto Sou da Paz, as duas equipes se reuniram diversas vezes durante o segundo semestre do ano de 2010 para estruturar o que se tornou o Programa de Abordagem Policial.

Ficou decidido que antes da elaboração do projeto, era necessário realizar uma etapa preliminar de diagnóstico que desse conta de identificar quais são os principais fatores de tensão e de distanciamento do policial e do cidadão no momento da abordagem.

Para isso, foram realizados dois grupos focais com policiais praças da rádio patrulha e da força tática e entrevistas em profundidade com tenentes, do CPA-M7, e dois grupos com jovens da Brasilândia e do Jardim Ângela. Além dos grupos, foram analisados materiais formativos da Polícia Militar, como o POP, vídeos do videotreinamento e foi levantada bibliografia sobre o tema.

Após a análise do diagnóstico, alguns pontos foram levantados como essenciais para ser trabalhados, como a comunicação e a verbalização durante a abordagem. Essas ferramentas, se utilizadas corretamente, possibilitam que o procedimento da abordagem tenha um desfecho mais positivo, melhorando a visão da comunidade sobre o policial.

Além disso, percebemos que é possível aprimorar ainda mais os materiais de treinamento, de forma a oferecer recursos mais objetivos para que o policial aprimore essa capacidade de comunicar-se.

Quer saber mais? Envie um e-mail para abordagempm@gmail.com